Porque não há congresso que alcance a beleza dos encontros

Mndala

I Encontro de Estudantes de Saúde de Salvador, dia 17 de Maio de 2015

Na última semana, tive duas experiências que me lembrarei com carinho: um congresso norte-nordeste de psicologia e a outra, um encontro de estudantes de saúde da Salvador. Na primeira, milhares de estudantes e profissionais, espaços simultâneas, apresentações de trabalhos, stands de exposições, gente de diversos sotaques de ambas regiões do país, se esbarrando pelo Centro de Convenções da cidade ao longo de quatro dias de evento sobre a Psicologia e Os Desafios do Mundo Contemporâneo. O segundo, centenas de estudantes do curso de saúde, juventude cheia de vontade em discutir, aprender e construir uma saúde que fale, compreenda, produza e paute a sua prática na vida do povo preto, pobre, das mulheres, dxs gay-bi-trans, do camponês, reunidas Em Defesa do SUS, por um Projeto Popular para a Saúde.

Uma, um congresso; a outra, um(uns) encontro(s).

Como disse, ambas estão guardadas com carinho pela carga de aprendizado e crescimento que me apresentaram, em diferentes proporções e direções. A minha experiência de participação no congresso, no entanto, não foi pautada por grande entusiasmo: era mais uma questão cumprir determinadas exigências acadêmicas, exigências externas a mim, mesmo certa de que não era e nem é ao academicismo que quero me servir. Era também, mesmo sabendo o que esperar, não ter certeza do que podia se esperar e esperar que fosse diferente, já que eu nunca tinha participado de um congresso como aqueles. É parte do processo de conhecer e reafirmar a minha luta por um outro Projeto de Psicologia, que não se paute apenas em pesquisas e nos não enfrentamento dos verdadeiros desafios de nossa profissão, que é falar sobre as gentes que precisam ser vistas e faladas.

Saí de um congresso norte-nordeste de psicologia rumo a um encontro de estudantes de saúde de Salvador. O congresso terminou na manhã do sábado e, mesmo cansada dos três dois dias anteriores de sair de manhã cedo e chegar à noite, peguei o ônibus rumo a universidade para assistir a programação daquela tarde – a mesa redonda sobre . Foi o encontro, ele sim, que fez meu coração vibrar e os olhos lacrimejarem. No encontro, sentada em uma das cadeiras verdes do auditório do campus de arquitetura, me senti em casa. Não pelo auditório em si, nem aquela cadeira verde. Por quê será, então? Eu sei que sinto que é a força e a beleza dos encontros.

Os dois ocorreram ao mesmo tempo, em lugares diferentes, e, enquanto estava em um, o coração apertava um pouquinho querendo estar no outro naqueles momentos. Isso tudo porque não há congresso que consiga bater os encontros. Era o encontro da juventude em defesa de um projeto de saúde para o povo, de um SUS verdadeiramente do povo, dispostas e dispostos a discutir, dialogar e construí-lo coletivamente, mas também o encontro de esperanças, de forças, de coragem, de companheiras e companheiros para somar à luta. Encontro de sorrisos, abraços e brilho nos olhos. Os encontros que guiam o coração, que guiam os estudos e a formação, que guiam os próximos passos dentro e fora da universidade, encontros que transformam.

E saio do encontro, antes da hora do jantar do domingo, com o coração grato pela experiência que tive e mais força para me manter firme na luta, por todas e todos. Pelos que aqui estão e pelos que vierem.

Juventude com atitude, rumo à Conferência Municipal de Saúde!

Zefa da Guia

Juventude com atitude, pra defender a saúde! (com Zefa da Guia e Grupo Encantarias)

O CONPSI que me desculpe, mas não há congresso que bata os encontros:

É a força e a beleza do Projeto Popular!

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s